26 Fev

Por postado em 26 Fev

 

1 - A Perda Auditiva afeta somente pessoas idosas.

A perda auditiva afeta pessoas de todas as faixas etárias. Pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostram que 9,8 milhões de brasileiros sofrem de deficiência auditiva. Este número representa 5,2% da populaҫão brasilieira, da qual 2,6 milhões são surdos e 7,2 milhões apresentam grande dificuldade para ouvir. Além disso, estima-se que cerca de 20% das crianҫas brasileiras com idade pré-escolar sofrem de alguma deficiência auditiva. 

2- Sou muito novo para usar aparelhos auditivos.

Estudos comprovam que quanto mais tempo se espera para recuperar a perda, maior é o dano no processamento auditivo central, o que dificulta a reabilitação.

3- Apenas pessoas com perdas auditivas graves necessitam usar aparelhos auditivos.

Qualquer grau de perda auditiva tem indicação de uso, pois a privação auditiva pode comprometer outras funções cerebrais. Pesquisas vêm relacionando a privação auditiva com a ocorrência de demência na terceira idade. Estes detalhes devem ser  levados em conta na hora de conversar com seu médico.

4- Deve-se esperar o máximo de tempo possível para colocar o aparelho auditivo para não deixar o cérebro preguiçoso.

Algumas pessoas pensam que se “forçarem” para ouvir melhor estarão mantendo o cérebro ativo e, se começarem a usar um aparelho auditivo, sua audição ficará “preguiçosa”. Na verdade o que acontece é o contrário. A perda auditiva traz carência de estímulos acústicos para o cérebro que é o grande responsável por realizar a compreensão auditiva. Essa carência provoca declínio em uma série de habilidades importantes como, memória, atenção e concentração.

5- Os aparelhos auditivos são grandes e complicados.

A evolução da tecnologia trouxe a possibilidade de aparelhos auditivos miniaturizados e com tecnologias facilitadoras, com ajustes mais precisos. Atualmente eles trazem uma experiência confortável sendo que o próprio usuário pode controlar através de aplicativos e ouvir áudios e ligações diretamente no seu aparelho auditivo.

Fonte: Vitasons

 

Tags:

Comentários

Atenção: Você precisa estar logado para comentar!